O portal de notícias do Sul da Bahia

nov 8, 2017 | 9:42

Instituto Gerir vai administrar Hospital do Cacau em Ilheus

Instituto Gerir vai administrar Hospital do Cacau em Ilheus

Foi publicado no diário oficial do estado o resultado da licitação da Parceria Público-Privada (PPP) que vai administrar o Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus.Na primeira colocação ficou o Instituto Gerir, seguido do Instituto Brasileiro de apoio a Saúde e da Provida Instituto.O Gerir é uma organização social que tem o objetivo de levar as melhores práticas da gestão privada para a administração pública. Com sede em Goiânia, o Gerir é formado por uma equipe multidisciplinar e vem se notabilizando pela gestão eficiente e humanizada de unidades públicas de saúde em diversas cidades e estados do Brasil.O formato de PPP garante mais agilidade à gestão do hospital porque o parceiro privado não precisa seguir os mesmo tramites burocráticos para contratação e aquisição de equipamentos. Isso garante mais rapidez no atendimento das necessidades da unidade.Fonte:Politicos do Sul da...

nov 8, 2017 | 7:56

Prefeitos alvos de operação se apresentam hoje, diz advogado

Prefeitos alvos de operação se apresentam hoje, diz advogado

Defensor dos prefeitos Robério Oliveira (Eunápolis) e Cláudia Oliveira (Porto Seguro), o advogado Maurício Vasconcelos afirmou que ambos vão se apresentar à Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (8). Os gestores não foram localizados pela PF nesta terça-feira (7), quando foi deflagrada a Operação Fraternos. Eles são acusados, junto com o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, de desvios da ordem de R$ 200 milhões. Em entrevista ao site bahia.ba, Vasconcelos afirmou que Robério e Cláudia não foram encontrados nesta terça porque estavam “em viagem”. Questionado sobre o motivo de ambos não terem se apresentado mais tarde à PF, o advogado “assumiu” a responsabilidade. “Eles precisavam da minha assistência. Mas não havia voos disponíveis para Porto Seguro. Agora estou em Belo Horizonte, fazendo escala, e devo chegar a Porto Seguro por volta da meia noite. Amanhã cedo vou acompanhá-los à superintendência da PF”, declarou. Vasconcelos disse ainda que a Justiça negou o acesso ao inquérito e que não era possível ainda “formar juízo” apenas a partir da decisão judicial, já conhecida por ele. A operação contra os gestores...

nov 8, 2017 | 7:35

Governo promove alinhamento ao salário mínimo para forças de segurança

Governo promove alinhamento ao salário mínimo para forças de segurança

O Governo vai promover o alinhamento ao salário mínimo para as polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros. A medida, que atingirá 56 mil servidores da Segurança Pública que terão significativos ganhos remuneratórios já em 2017 e em 2018, foi divulgada pelo governador Rui Costa durante o #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelas redes sociais, nesta terça-feira (7).A medida vai gerar um custo de aproximadamente R$324 milhões ao ano para os cofres públicos. Os ganhos serão concedidos de forma escalonada: em novembro de 2017 e em novembro de 2018. Com esta reestruturação, nenhum servidor da Segurança Pública terá soldo ou vencimento básico abaixo do salário mínimo, atendendo a um pleito das categorias.

nov 8, 2017 | 7:24

MPE vota por cassação de Fernando

MPE vota por cassação de Fernando

O parecer do Ministério Público Eleitoral é de indeferimento do registro da candidatura do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, na ação impetrada em conjunto com a coligação do candidato Antonio Mangabeira (PDT).O MP Eleitoral rejeitou o recurso do PDT, porque não entrou com pedido de impugnação na justiça local, mas aprovou o recurso do MP da Bahia, que pediu a cassação do diploma de Fernando Gomes, que teve a candidatura indeferida no TRE local.Ele concorreu sub-judice, foi eleito e diplomado graças a uma mudança no Tribunal Regional Eleitoral, que reformou a sentença de Itabuna e deferiu o registro.O MP recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral e esperava, desde setembro, a posição do MP Eleitoral. Com o parecer, a ministra Rosa Weber, relatora do caso no TSE, deve apresentar seu relatório ao pleno do TSE, para julgamento.Se a maioria dos ministros acatar a tese da acusação, Gomes será cassado e o presidente da Câmara, Francisco Reis (PSDB), assumirá o cargo. Uma nova eleição será marcada em até 90 dias. Se o TSE rejeitar a acusação, Gomes fica.Segundo a ação do PDT, um acordão do Tribunal de Contas da União, relacionado a crimes de improbidade,...